Umbu Gigante - Produção aumenta no sudoeste baiano
18/03/2020 11:20 em Novidades

O Umbu é uma planta nativa da caatinga brasileira. Até bem pouco tempo, quem quisesse colher o fruto do umbuzeiro teria que procurar uma das árvores nativas da fruta. 

Hoje essa realidade mudou. O agrônomo Dilermando Fonsêca, de vitória da Conquista-Ba, foi um dos incentivadores do plantio ordenado do umbuzeiro no sudoeste baiano. A iniciativa já está dando os primeiros resultados.

- Nós optamos pela produção do umbu gigante. Uma espécie que existe na natureza e tem uma produtividade bem maior do que a fruta convencional - revela o agrônomo.

Um umbu gigante pode atingir quase o tamanho de uma manga, com a vantagem de que o caroço permanece do mesmo tamanho que o da fruta comun. A diferença está na quantidade da polpa. O agrônomo explica que uma árvore de umbu gigante é produzida através da técnica do enxerto:

- Nós plantamos um umbuzeiro comum e enxertamos o material genético do umbu gigante para produzir as árvores diferenciadas. Uma planta leva entre seis e sete anos para se tornar produtiva. 

Como não havia renovação na natureza, o umbuziero nativo já estava entrando na lista das espécies que poderiam desaparecer. O projeto de plantio ordenado garantiu a existência da planta.

Outra vantagem, é que o umbu, embora seja encontrado com mais frequência nas regiões de caatinga, se adaptou bem ao Planalto da Conquista, que é uma área de transição entre a caatinga e a mata atlântica.

Dilermando comemora os primeiros resultados. A safra aqui na região normalmente é colhida a partir de outubro, e a procura de produtores por informações sobre o plantio tem aumentado. 

- É uma planta que resiste a condições serveras da natureza e que tem um ótimo custo benefício para o produtor. Como o primeiro ciclo produtivo demora um pouco, o ideal é intercalar o umbuzeiro com outras culturas locais - explica.

O próximo passo é desenvolver os subprodutos da fruta, que podem dar uma retanbilidade ainda maior para os produtores locais. Já é possível encontrar no comércio local, geleias, doces,sucos e outros produtos feitos com o umbu gigante, embora o mercado externo ainda tenha um apelo de consumo maior para esses derivados, do que o prórpio mercado local.

 

COMENTÁRIOS